terça-feira, setembro 26, 2006

Limpeza do pó


Por motivos de saúde, tenho passado os últimos dias em casa, e confesso que tenho aprendido uma imensidão de coisas, a primeira das quais se prende com a televisão portuguesa.
Penso que já vos contei que só tenho os quatro canais de televisão, ou como carinhosamente lhes chamo, a televisão dos pobres: RTP 1, Canal 2, SIC e TVI para os mais distraídos. Normalmente considero as emissões (excepção feita à 2), mediocres, mas isso foi antes de ter tido a oportunidade de ver o que de melhor se faz cá, durante o dia. Meus amigos, é triste e doloroso a quantidade de programas de merda (lá se vai a boa educação) que quem não tem outra alternativa é obrigado a ver. Confesso que não tenho estomâgo para estas coisas e que por isso, me tenho dedicado a outras tarefas.
A principal delas consiste em sobreviver à senhora da limpeza cá de casa que apesar de já viver em Portugal há pelo menos 5 anos, tem um português muito peculiar e uma capacidade acima da média de não ouvir nada do que se lhe diz. Mas, como vos contava aprendi uma coisa muito importante com ela hoje. Na Ucrânia existem escolas para ensinar a limpar o pó, sim, a Senhora da limpeza cá de casa tem um "curso para limpar pó". Fiquei deveras impressionada porque nós por cá, que eu saiba não temos nada dessas coisas, temos cursos de culinária e pouco mais. Acontece que a metodologia da limpeza do pó é totalmente diferente na Ucrânia e cá. Lá eles limpam o pó debaixo para cima, ou seja começam pelos roda-pés, debaixo das camas e afins e só depois é que sobem ao escadote para limpar os altos. Confesso que apesar de impressionada com este curso de elevada utilidade sem dúvida, tentei explicar à Senhora que me parecia óbvio que o pó dos altos passaria para os baixos e que o que estava antes limpo deixaria de o estar. Nem vos conto o que tive que ouvir de impropérios, sendo que metade eu nem entendia por claras dificuldades de linguagem, mas que do meu parco russo não inclui mãe, pai e irmão, o que me deixou mais tranquila. Enfim, depois deste momento de clarividência, desisti de tentar falar em gravidade e outras particularidades da física para explicar o que eu não entendo nesta metodologia, e calei-me.
Mas aqui que ninguém nos ouve, nós sem cursos de limpa-pó e afins, somos muito asseadinhos. Ai como eu gosto de Portugal!

11 comentários:

Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú disse...

Que "matrioska" tão complicada. Tens uma inimiga dentro de casa para o jogo de amanhã! :)

Salta Pocinhas disse...

lololol
epah, confesso que considero que foste soft na tua descrição dos programas que preenchem a televisão dos pobres (como eu também lhe chamo). Programas de merda é indubitavelmente um elogio :D
beijoquitas

Alentejano disse...

Tas doentinha ?? As Melhoras.. Beijinho

LoiS disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
LoiS disse...

Miúda, tens um Karma com empregadas de limpeza !!!!

asdrubal tudo bem disse...

1º Programas de merda cheira-me,quase, a elogio são verdeiros programas de ir ao cu.(miseráveis)
2º Essa do curso de limpar o pó cheira-me a tanga é como a conversa de terem todos cursos de medicina e engenharia etc e depois vêm trabalhar para as obras.
3º Essa do pó se limpar de cima para baixo qualquer mentecapto percebe que é assim.

TONY, Duque do Mucifal disse...

dasssss...é só cursos uteis. os tipos vêm da Sibéria com cursos superiores (reflexo da cultura soviética) e depois chegam aqui e debitam essas informações. Enfim...Ó Pedro hoje vamos cilindrar! É a nossa vingança! Eh eh eh FORÇA SPORTING!

Nelita disse...

lolllllllllllllllllllllllll
imagino-te nesse quase "monologo"
lol
bjitoooooooooo

DIV de divertida disse...

DO MELHOR!!!!!!!!!!!!!!!!!
LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

beijocas de melhoras!!

Anne Marie disse...

Ehehehehehehe!!!!
Doutores do pó...uiui... de qualquer modo, acho que quem aprendeu, sabe mais do que eu (apesar de me parecer altamente ilógico o método utilizado...)
Beijos e as melhoras!!!

Sofia disse...

Hahahahah,
Divertida essa história do pó e mais ainda dos canais de televisão. Por aqui não é diferente, a TV aberta é de dar nojo :(.
Abraços,