quarta-feira, fevereiro 21, 2007

É Carnaval ninguém leva a mal

Enquanto andava toda a gente a brincar ao Carnaval, Alberto João já tinha preparada a sua partidinha do ano de 2007. Demitir-se! Já tinha ameaçado e cumpriu. Para tal foi deixando recadinhos ao Governo da República e boquinhas mais ou menos foleiras consoante a inspiração do momento.
Televisões e rádios reunidas, desfile tradicional de Carnaval no Funchal e Alberto João Jardim informa que no dia seguinte fará uma declaração ao povo madeirense...e a malta a perguntar-se porque raio é que a declaração ao povo madeirense teria que ser transmitida a nível nacional... Finalmente, a declaração de demissão, protelada até ao último segundo para criar suspense e permitir que os jornalistas do continente continuassem a gastar euros pela Madeira cujos ganhos vêm maioritariamente do turismo como toda a gente sabe.
Ao demitir-se Alberto João Jardim conseguiu mais um belo golpe publicitário, o Carnaval do Rio nem se viu, e a Maeira andou nas bocas do mundo português. Mas conseguiu ainda outras coisas interessantes, a primeira foi chatear toda a gente, a Cavaco Silva que tem que aceitar a demissão dele, convocar o Conselho de Estado e marcar novas eleições, a Sócrates que com a morosidade do processo não se poderá deslocar à Mdeira para apoiar Jacinto Serrão já que estará a preparar a Presidência da União Europeia e finalmente ao desgraçado do líder da oposição, Jacinto Serrão que vai naturalmente perder as eleições e obrigar a novas eleições no PS Madeira.
Mas é Carnaval, ou melhor dito, foi Carnaval e ninguém leva(ou) a mal!

9 comentários:

Lígia disse...

esse men é tão palhaço! sinceramente! o meu sentimento por ele é "odio de estimação" sem lugar à velha questão que o ódio está muito próximo do amor! ui nem pensar

Sofia disse...

Estava eu a ler calmamente quando o marido entra no quarto com a notícia: "O REIZINHO se demitiu!! O REIZINHO se demitiu!!" e ria-se até não poder mais. Por acaso ele estava zapeando de canais e passou pela RTPi e assistiu a tal demissão.
Em resumo, é motivo de piada até entre os brasileiros ( e olha que exemplos políticos não são o nosso forte, mas pelo menos sabemos reconher uma boa trapalhada ).
Abraços,

Blondie disse...

Xii a anedota já chegou ao Brasil :-D
É um Carnaval inesqucível o deste ano.
Beijocas

Jotabê disse...

Pena é, que o sistema judicial não comporte uma interpretação, lá muito escondida no meio de tantas leis, decretos-lei, alterações da lei, etc., da qual se pudesse aceitar a demissão deste papagaio, recusar a sua recandidatura, e ainda responsabilizá-lo por esta crise institucional entre governos, e pelos desnecessários gastos financeiros que as novas eleições implicam, e condená-lo tipo, 10 anos de trabalho comunitário numa repartição pública, a secção de reclamações das pensões da segurança social, por exemplo, a ganha o salário mínimo, e estes 10 anos de pena a contarem para o cálculo da sua pensão de reforma.

:)

beijoca

LoiS disse...

Já gostei !
Já me farta !

Tongzhi disse...

O gajo é um cromo de primeira. Mas que consegue todo o protagonismo que quer, consegue!

DIV de divertida disse...

Ora ameaça sair, ou regressa.
Palhaço mais palhaço nao há!!

Luís Graça disse...

O surpreendente é as pessoas ainda se surpreenderem com o Alberto João.

TONY, Duque do Mucifal disse...

o alberto joão é um dos dinausauros da Politica Nacional. Mas tens razão em afirmar que uma decisão local não deveria ser filmada em directo pelas Televisões "de Lisboa". Nisso tens razão. E será mais um golpe para o Sócrates. Só espera que não vá para os Alpes durante a campanha eleitoral...