quinta-feira, setembro 07, 2006

Afinal



A Tourada de alternativa da terceira geração dos Ribeiro Telles (neste caso Manuel Telles Bastos) que não pude ir ver ao Campo Pequeno dá na RTP1.

Mas não se aflijam os objectores de consciência, estarei a ver a tourada pelo rabo do olho, porque a tradução me persegue...

5 comentários:

Alentejano disse...

Não vejo a piada nas touradas, mas não podemos todos gostar do mesmo.

LoiS disse...

Esse post foi para mim acredito.

O deleite e gozo do ser humano pela tortura animal é deveras interessante, não há dúvida.

Nem os neandertais se comportavam dessa forma, matavam para se alimentar e ponto final !!!!

Mas afinal os "abichanados" de lantejoulas alegram todos os menininhos que usam o símbolo do cavalinho na camisa, como se essa imagem fosse sinónimo de respeito pelo animal.

Como andas enganada, sendo tu uma pessoa tão boa linda !

Bjs

asdrubal tudo bem disse...

Tenho a certeza que muitos dos que se levantam contra as touradas se tiverem dinheiro não hesitam em comprar uns belos de uns diamantes para eles , para elas etc sem a minima preocupação de saber que 90% dos diamantes têm origem em zonas de guerra e debaixo de autênticos regimes de escravatura, gosto de tourada embora não seja um fanático e antes de pe preocupar com o sofrimento dos touros há muita coisa bem mais grave para me preocupar. já agora se os touros sofrem assim tanto porque é que eles logo depois do 1º ou do 2º ferro não fogem do toureiro em vez de o perseguir?

Luis disse...

Querida mana,

Há tanto tempo que não vamos a uma tourada juntos.

Já vão 3 gerações de uma mesma familia que aparentemente se trata com respeito e carinho.

Gostei do pormenor da casaca e daquele avô babado que foi dar a alternativa ao neto.

Mestre David Ribeiro Teles é sem dúvida um Senhor quando monta a cavalo. A cortesia de sair sem voltar as costas ao publico é algo que raramente vemos por estes dias.

Esperemos que aquela familia se mantenha e que Deus os proteja.

FightBull disse...

Eu cá não vejo piada nem na tourada, nem na pedofilia, nem em violência, chacina, sofrimento, morte, dor, fome, doença...
Realmente é engraçado que eu não goste destas coisas, mas se calhar sou eu que não me sei divertir.

asdrubal tudo bem,
com que então tem a certeza... maravilha! o que nós precisamos é de pessoas assim: sabedouras e determinadas!
Ao menos é coerente. Dizer que gosta de touradas, e de seguida dizer que se preocupa com o sofrimento dos touros seria de mais.
Para onde é que quer que o touro fuja? Ou já se esqueceu que o touro foi obrigado a estar na arena e que esta é fechada?
O touro entra na arena extremamente confuso e debilitado, e em sofrimento. A tortura não começa na arena, começa muito antes... no transporte, quando lhe cortam os cornos, ou quando o enfraquecem deliberadamente.
Depois de tudo isto, o touro vê o toureiro como uma ameaça e ataca-o para se defender.
Se preferir, o touro não tem inteligência suficiente para "sair dali". Mas há animais humanos que também não têm inteligência suficiente para perceber que as touradas são uma barbaridade.
Mas já agora, se eu tivesse uma pistola e você uma faca, não me ia tentar atacar à mesma?
Se quiser aprender mais, leia as perguntas e respostas em cidadeantitouradas.org.

luis,
'respeito' e 'carinho' são palavras que dificilmente se aplicam a pessoas cuja profissão é maltratar, torturar e matar seres vivos.
Estamos a falar de pessoas ignorantes, crueis e selvagens. Sem valores morais nem éticos, que não respeitam a vida. Por isto mesmo, se Deus existisse já os tinha fulminado com um raio.
Mas se calhar também acha que os pedófilos têm respeito e carinho pelas criancinhas...

nuno