segunda-feira, julho 24, 2006

Rede Pedófila

Acabo de ler na SIC online que uma rede pedófila que operava em Portugal e na Holanda foi desmantelada. Uma excelente notícia para todos os que acreditam que as crianças têm direito a proteger a sua inocência!

15 comentários:

Eva Shanti disse...

Uma excelente notícia sim, mas dispensava a outra notícia sobre o Partido de Pedófilos na Holanda...

Bjs

Maríita disse...

Sim, sobretudo porque a decisão de criação deste partido parte de um subterfugio legal, a liberdade...

Acho que fui só eu que ouvi toda a vida que a minha liberdade acaba onde começa a do outro...

Beijocas

ASKNNJNP disse...

"De acordo com a agência France Press, os detidos têm idades compreendidas entre os 55 e os 68 anos e são todos especialistas em informática."

Does it ring any bell?

;)

Kiss

Sofia disse...

É triste, mas é verdade. Como esses senhores, existem aos montes por aí ...
Abraços,

Issima disse...

É a parafilia que mais me enoja... à beira disto, comer excrementos quase que parece normal...

vinte e dois disse...

Só é pena no nosso pais a história da casa Pia não acabar de vez e enfiarem na prisão quem já estamos fartos de saber que está culpado!!

LoiS disse...

22

A Justiça dos ricos/poderosos funciona diferente !

;)

vinte e dois disse...

Pois eu sei, Lois!! Infelizmente!

ASKNNJNP disse...

Ainda neste contexto mas na vertente da utilização da Internet,

na PJ: Os jovens e a Internet: Alerta para pais e educadores

no Ministério da Educação: Segur@net

Penso que é o tipo de informação que deve ser amplamente divulgada porque, na minha opinião, as pessoas ainda não estão sensibilizadas para os riscos associados à Internet e, por consequência, não exercem o controlo mínimo adequado à sua utilização.

(nós que até já mais somos crescidos já é o que é... ; ) )

ASKNNJNP disse...

22 e Lois: Epah, eu sei que o que vou escrever a seguir é um bocado polémico mas, mesmo sem entrar em muitos detalhes, parece-me que, para os mais ricos, é simplesmente justa. (em oposição aos que não têm tanta capacidade financeira para quem o nosso sistema pode não ser tão justo...)

E porquê? IMHO, apenas porque um dos elementos-chave num julgamento, para além dos magistrados, é um bom advogado. E um bom profissional (ou equipa de profissionais) custa muito dinheiro (!)

A malta mais tesa fica com o batido-de-atum: "Faça-se justiça" (que é o pedido genérico...)

Mas isto não implica que os mais ricos e poderosos sejam sempre beneficiados no sistema que temos. Embora - admito - também não exclui necessariamente a outra tese... Mas isso tinha que ser demonstrado: 'tão a ver a ironia? : ) )

LoiS disse...

E aqueles, simplemente por serem ricos e poderosos, que conseguem não chegar às barras dos tribunais !!!!!!

ASKNNJNP disse...

Lois, essa questão já me parece mais legítima. Novamente IMHO, existem mesmo pessoas quase "intocáveis" porque foram tecendo uma malha de influências ao longo dos anos... E essas nem sequer são aquelas que vão aparecendo aqui e ali e que nós conhecemos... São outras... e nem é o dinheiro que as protege... E fico por aqui. 'nough said.

(pq isso da inet ser anónima... é ficção para entreter a malta. believe me on this one: I KNOW)

Maríita disse...

Permitam-me entrar na vossa pequena discussão para deitar umas achas para a fogueira da discussão.

Pedro,
A questão de todos os homens terem que ver com informática, tem mais que uma explicação, como tu referiste é através da net que muitas das transacções entre pedófilos se processam, mas só a nível de filmes, fotos e coisas do género. O aliciamento de crianças é feito maioritariamente em meios que reunam as seguintes condições:
- Locais pobres;
- Famílias disfuncionais;
- Carências profundas de bens materiais e psicológicos;
- Policiamento deficiente;
- Espaço Schengen;

Partindo deste princípio, dou exemplos concretos:
- Ilha da Madeira, muitas crianças foram traficadas em troca de bens materiais como frigoríficos, fogões, para além do costumado dinheiro;
- Santa Comba Dão, quando veio a lume este caso do fulanos dos homicidios em Santa Comba Dão, ninguém estranhou que houvesse uma rapariga que apareceu morta, que nunca tivesse sido dada como desaparecida. Acontece que os pais "acharam" que ela tinha saído de casa para emigrar para França. NUNCA participaram à GNR por ser algo normal. Ora, isto só acontece numa família com elevada disfuncionalidade, ou deixemo-nos do politicamente correcto, uma família que se está a cagar para uma filha com 17 anos (portanto menor). Ela está morta, esperemos que os pais com a Puta da Culpabilidade.
- Policiamento deficiente: a polícia não verifica na maioria dos casos se uma criança que viaja de automóvel com um casal é ou não efectivamente filha deste. Obviamente na grande maioria dos casos as crianças viajam com os pais ou com adultos devidamente autorizados, mas existem excepções e é nessa base que a polícia deveria actuar.
- Espaço Schengen, uma vez a criança começando a circular no espaço Schengen, é muito difícil voltar a deitar-lhe a mão.

As crianças da Casa Pia que acima referiram não têm nada, não têm pais que as protejam, não têm dinheiro, e como tal são muito mais fáceis de fazer desaparecer ou abusar sexualmente, ninguém se dá conta e ninguém quer saber.

LoiS disse...

Mais Marie:

As crianças da casa pia são muitas vezes apresentadas como culpadas, de tudo! é incrível!

Isto para não falar nas tentativas de denegrir as equipas de investigação e aí Pedro: believe me on this one: I KNOW

ASKNNJNP disse...

(este lero tá lento à brava... é o trabalho... Mas... confesso que fiquei curioso com essa, Lois. A sério)

Também concordo que este caso, da perspectiva de todas as pessoas, está a ser profundamente marcante. Seria possível evitar esta forma? Francamente não sei o que poderia ter sido feito... Ou não... Nem por quem...

Lamento muitíssimo pelas vítimas, obviamente, mas também um pouco pelos acusados. Pelas vítimas, porque estão a penar reiteradamente e isto acaba por passar uma mensagem terrível para eventuais situações futuras; por outro lado, pelos acusados, porque até serem formalmente condenados, ainda são considerados inocentes. E agora imaginem o que poderá sentir uma daquelas pessoas, depois de toda esta exposição, se estiver realmente inocente. E - note-se - não quero sequer sugerir que alguém está ou não está (!) (e se forem culpados, IMHO, este purgatório até nem é injusto...)