sexta-feira, junho 01, 2007

Inacreditável

O presidente da Nicarágua, Enrique Bolaños, assinou uma lei que proíbe o aborto inclusivé em casos de violação ou de má formação do feto.
Para além dos apelos internacionais para que a lei seja considerada inconstitucional (encontra-se agora no Supremo Tribunal de Justiça), fica patente o meu exaspero perante a "bondade" desta lei.

1 comentário:

Rubina disse...

Caramba!Ainda ontem falava eu da Nicaragua e das Honduras, com umas amigas desses lados com quem jantei aqui, Barcelona, num restaurante peruano. Que desumano!