sexta-feira, março 23, 2007

Sempre me guiei por valores, valores que não são inteligíveis para todos, valores antiquados, em desuso, meus. Mantenho-os.
Tento ajudar os meus amigos, mas levo com cada pontapé que fico com nódoas negras e até mesmo feridas. Tenho o coração despedaçado, ainda assim acho que agi correctamente. Perdi amigos e essa merda doi, doi mais do que sequer possam imaginar. Todas as lágrimas que tenho chorado vão servir para me regenerar, mesmo que leve algum tempo.

10 comentários:

Luís Graça disse...

Há coisas em nós que nunca conseguiremos mudar.
Um beijinho do Porto, deste ser que parece uma pessoa com horários normais.
Às 9 da matina já tomei banho, já tomei o pequeno-almoço, já consultei a Net.
Como isto anda...

DIV de divertida disse...

Temos dessas coisas: valores à moda antiga... Servem de estrutura mas muitas vezes são desestruturantes nesta sociedade.
Amor firme é sempre a melhor postura com os que amamos, sejam eles quem forem.

o gajo dos avioes disse...

os amigos que interessam vão-se mantendo. éo que interessa.
beijinhos

Paula disse...

Desculpa meter-me "onde não sou chamada", mas se levas pontapés, de certeza que não eram verdadeiros amigos! Pensa que serviram como aprendizagem para reconheceres aqueles que são os verdadeiros! Bjs

CP disse...

...easy...tudo passa...

leao_xxi disse...

Sou exactamente da mesma opnião da paula!!!!
Beijinhos

marta disse...

"Pedras no caminho? Guardo todas! Um dia vou construir um castelo..."/ ( Fernando Pessoa )

jinho

lovely disse...

Só saberei quem são os verdadeiros, mesmo verdadeiros e sinceros amigos, quando chegar ao fim da vida. Os que lá estiverem comigo, serão esses. (desculpa a morbidez)Nunca tive problema em fazer amizades, mas o núcleo duro esse é muito pequeno, mas grande o suficiente.

LoiS disse...

Quem será q está bem ?

Desde que tenhas a certeza que procedeste correctamente, que se danem esses que chamaste então erradamente amigos, os que se foram !

;)

eumesma disse...

È..compreendo-te, também me queixo do mesmo...
Mas concordo com o post da Paula, são os pontápés da vida que nos ensinam a viver, a evitar viver as mesmas situações que nos magoaram novamente, que nos s ensinam a reconhecer quem nos faz bem de verdade...
Mas o que interessam é manteres os valores, que achares serem os mais coreectos, mesmo que sejam valores á moda antiga...:-)

Bjs