terça-feira, março 13, 2007

Metro

Toda a gente sabe que o metro tem vindo a ser modernizado e alargado. Uma das estações que está mais perto de minha casa é a estação do Parque, revestida a azulejos azuis escuros, motivos marítimos e citações várias, ora é exactamente sobre essas citações que quero escrever. Estão lá duas que me têm feito pensar muito, aliás o cheiro a fumo que às vezes se sente por Lisboa é mesmo derivado do acto inglório de pensar.
"O tempo passa mas eu espero por ti", Lao Tsé.
Durante muito tempo pensei que esta frase se referia ao Amor romântico, daquele Amor que se vê um tipo ficar com as barbas compridas até aos pés, enquanto o objecto da sua paixão se decidia ou não a tomar alguma acção. Cheguei à conclusão que não é assim, ele espera é pela sabedoria que tarda em chegar. Nada na vida tarda tanto em chegar como a paciência e a sabedoria.
"Quem renuncia ao que está perto, alcançará o que está longe", Lao Tsé.
Esta é a frase da abnegação, aquela que eu deveria ser capaz de seguir, mas que está difícil.
Acho que vou mas é mudar de estação de metro, esta faz-me pensar.

10 comentários:

Anne Marie disse...

Hmmm....
Tens razão, muda de metro! ;)

Bem... a primeira eu acho que é o nosso amor próprio... acho!

A segunda... ui... pois, planeia um futuro decente, não vivas o presente... ou talvez não!!! ;)

Seja como for, ...

Outra citação de metro: só sei que nada sei ;)

Ana disse...

Muda p'ra outra um bocadinho mais a baixo...o Marquês. É que, com tanto empurrão, aposto que não vais ter nem tempo para pensar seja o que for!

Beijocas,

Anokas

Paula disse...

Deu-me para ser mórbida: cá para mim a 1ª frase refere-se à morte!
Beijo

TONY, Duque do Mucifal disse...

as melhores frases são da Cidade Universitária. E inspiraram-me porque é ali que deixo o meu carro pra ir ver os jogos do nosso Sporting!
Mas de resto passo pelas estações e nem tenho tempo pra ler e/ou aperceber o conteudo.

Tongzhi disse...

Não pensas mas vai andar mais...
he he he

Capitão-Mor disse...

Por acaso o Parque é a minha estação preferida com todas aquelas evocações marítimas. Se não estou errado, até tem lá uns trechos da "Peregrinação" do meu amigo Fernão Mendes Pinto...

Sofia disse...

Hmmmm, penso que não são citações, mas sim um "grafite" que algum engraçadinho deixou por lá. A primeira (O tempo passa mas eu espero por ti) foi uma rapariga que estava atrasada para o trabalho, vi os minutos correrem ( o tempo passa) e ela na estação a esperar o trem que ficou parado no meio do caminho por causa de uma pane no serviço de controle de tráfego.
A segunda (Quem renuncia ao que está perto, alcançará o que está longe) ... ainda não me ocorre o que seja, mas vou pensar um bocadinho mais e já volto com a interpretação :)
Abraços,

Lígia disse...

Que lindo.... tas a ver o que eu perco por estar ca em cima, quase na galiza? Os momentos introspetivos que eu poderia ter... ai ai... beijos

eumesma disse...

Pois, mudar e Metro e de cidade talvez...:-)))

Que isto de pensar até deitar fumo, nunca foi saudável para ninguém...

Bjs

Bochecha Boémia disse...

Lembrei-me dum video da Revolta dos Pasteis de Nata: Lisboa metro a metro lol

Veja cá: http://www.youtube.com/watch?v=edBJLn78qPg

Beijinhos Maríita, cheguei por acaso ao teu blog e gostei, vou voltar!