segunda-feira, março 26, 2007

And the winner is...

António de Oliveira Salazar.

E ainda há quem se surpreenda?! Num país sem rei nem roque, em que é o salve-se quem puder, em que a amoralidade impera, as pessoas agarram-se ao que têm que lhes dê segurança. Pode ser uma segurança fictícia, pode ser uma ilusão de óptica, mas a verdade é que para muitos o Estado Novo representa segurança.
Não falo de segurança em termos de polícia, se bem que até acredito que alguns a desejem pelas conversas que vou ouvindo nos cafés, falo de segurança no trabalho, segurança no serviço nacional de saúde, segurança nas reformas, afinal o que esta votação representa não é, a meu ver, um desejo que a extrema direita ou a ditadura regresse, mas sim um desejo profundo de as pessoas sentirem que os que nos governam não estão lá só para encher os bolsos, mas que efectivamente se preocupam.
Já agora, talvez fosse boa ideia deixar de fora da análise da vitória de Salazar, ideias como que os portugueses são ignorantes, têm memória curta e outras visões redutoras dos portugueses e talvez fosse bom analisar o que está no âmago desta decisão.
Confesso que este resultado não me espanta, talvez me deixe triste pelo que representa, talvez seja uma chamada de atenção aos governantes deste país...

8 comentários:

Tongzhi disse...

Que tristeza...
Eu sei
Que é apenas um programa de televisão;
Que não representa o povo português;
Que como investigação não tem valor nenhum;
Que a amostra não é significativa...
Mas porra!
Tanta gente votou nele!!!

Pandora disse...

Por acaso vi ontem o resultado e nem queria acreditar. É mau demais.

Sem comentários!

Polarito disse...

Há algo que importa registar: se tivessem anunciado apenas as percentagens, e as pessoas verificassem que o 1º classificado ficou com mais de 40% e o 2º com ouco mais de 15%, independentemente de quem sejam, sugerem que a esmagadora maioria dos votantes está, pelo menos, a reconhecer em Salazar algo que não reconhece agora em qq politico. Isto pode ser, ou não grave, mas a verdade é que dá que pensar...

Tyggreza disse...

Olá!

Para mim o vencedor este fds foi Portugal!

Quatro-Zero! Uau! E o golaço do Quaresma?

Desculpa,mas eu recuso-me a contribuir para o Depressor Nacional.

... e vou-me calar já [até porque qq pessoa sabe,que a especialidade dos Tyggrez não é futebol...]

Lígia disse...

nem me lembres

Jotabê disse...

Os portugueses ignorantes e de memória curta? Não são ESTÚPIDOS mesmo, não há nada a fazer.

:(

:)

beijoca

Carapaus com Chantilly disse...

Tendo em conta que há mais gente que vota (e vê) a Bela e o Mestre que este programa, não fiquei admirado com o resultado nem com o número de votantes.
Provavelmente quem votou em Salazar fê-lo porque era o único nome que lhes dizia alguma coisa e como não havia imagens "dentro da casa dos grandes portugueses" ficaram sem saber quem eram os outros.

A memória das pessoas é muito curta sem dúvida.

Capitão-Mor disse...

São as saudades do Império! Um sinal para os tempos futuros...