quarta-feira, janeiro 17, 2007

desilusões

Sabias que andei a ver os meus velhos boletins da escola e tinha boas notas? Até tive um ditado com nota máxima na 4ª classe, yellow star e tudo, no mistakes e ainda por cima o caderninho estava completamente limpo. Para quê aquela coisa de as minhas notas nunca serem suficientemente boas? Fiz o 10º e o 11º de uma só vez, tive positiva na PGA e vê lá tu bem que até sabia o que era prolixo...entrei para o curso que quis e mudei para o curso que quis. Adorei tudo o que estudei, cada disciplina e se não aprendi mais foi porque muitas das vezes, tinha aulas com professores medíocres, e uma média muito boa para aqueles estabelecimento de ensino. Para quê a insistência? O desatino?
Porque será que os outros nunca estão satisfeitos com o que somos? Porque será que os ouvimos? Pára, peço-te. Esse caminho não tem regresso.

8 comentários:

Salta Pocinhas disse...

"Porque será que os ouvimos?"
E porque será que os ouvimos melhor quando nos tentam deitar abaixo?
Também eu me questiono minha querida, mas a resposta... essa, ainda não a encontrei.
beijokas

asdrubal tudo bem disse...

há quem o faça só por amor.

Anónimo disse...

eu nem comento as minhas prestações académicas no estabelecimento de ensino em que nos conhecemos. a meu favor só conta ter acabado o curso en suo anno.

agora as opiniões dos outros, leva-as o vento.

e na minha, apesar da ventania que se faz sentir, é a melhor.

beijinhos

Sofia disse...

As opiniões dos outros nos servem apenas como "norte". Mas isso depende de que tipo de "outros" estamos falando.
Já pensou que algumas vezes eles querem nos transformar em pessoas que não somos realmente? Isso gera frustações nas duas partes ...
Seja o que você é, e ponto!
Abraços,

Anónimo disse...

HEHEHE, olha eu digo-te mais, num curso de matemática e afins ( informática ), tive 69 como cobaia na PGA ... hehehehehehe ( escala de 0 a 100, prova de mais de português e filosofia, como sabes e que foi à vida por maus resultados )

Premonições para uma vida sexual carregada de intensidade logo após
??????????

lol

marta disse...

Querida Maria
Não são os outros que nunca estão satisfeitos, és tu que continuas a exigir demasiado de ti por causa dos outros. Qd aprenderes a aceitar-te como tu verdadeiramente és, com as tuas virtudes e os teus defeitos, as tuas incapacidades e as tuas vitórias, a opinião dos outros, o que eles pensam ou querem, pouco mais importará para ti, desde que tu te sintas bem contigo própria!
Beijinho muito grande para ti...

Anónimo disse...

em tempos tambem andei a ver as minhas notas na preparatória e acho que as nota não tem a devida extensão na minha vida profissional.
nao tou insatisfeito mas fico por vezes a pensar que aquelas notas deveria ter tido um desenvolvimento na minha fase mais adiantada academica. mas foi o que se pode arranajar...lol!

issima disse...

Os outros não sabem nada... E não é preciso publicares o teu CV para teres consciência do que vales...
Quem precisar de ver os teus boletins para saber a pessoa que és e o que vales, não merece sequer o esforço da tua procura.

Um beijo.