quarta-feira, outubro 18, 2006

Orçamento de Estado 2007 ou mais do mesmo

Desde que o Sr. Santos, como carinhosamente o Alberto João Jardim chama ao Ministro das Finanças, decidiu entregar o Orçamento de Estado para 2007, na passada segunda-feira, na Assembleia da República, que não se fala noutra coisa. Qual vitória do Porto ou derrota do Benfica (a esta hora o Sporting ainda não entrou em campo), o país parou no OE e só o OE é que importa.
Assim sendo, tenho que re-afirmar que não gosto do Sr. Santos, não é nenhuma novidade, já era conhecido de todos o que acompanharam a saga da entrega do IRS em Maio, mas o OE foi a gota que fez transbordar o copo e o que mais houvesse para transbordar.
Vamos lá a falar a sério, os casais e uniões de facto são totalmente equiparados e pagam menos. Os solteiros pagam mais. As despesas escolares dedutíveis são menores, com isto nos casais e união de facto anula-se o "pagam menos" e nos solteiros acentua-se o "pagam mais". Não satisteito o Sr. Santos diminui o preço dos medicamentos, bem como a comparticipação dos mesmos, mas aumenta as taxas de internamentos nos hospitais e as taxas de cirugia. Ou seja, que bem vistas as coisas, provavelmente não há grande alteração mesmo.
Voltemos aos solteiros, um solteiro que esteja no regime do trabalho dependente vai ver o seu escalão alterado, mas se esse solteiro tiver a distinta lata de ainda por cima ter o regime simplificado dos recibos verdes, vai pagar pela bitola grande. E é aqui que eu me entro, sou solteira e tenho todas estas coisas. Ou seja que em 2007 vou trabalhar para pagar os impostos, ou talvez me decida finalmente a fechar a actividade (leia-se recibos verdes).
Ao contrário do que hoje me foi sugerido, de que poderia sempre contrair matrimónio com algum emigrante que quisesse obter a residência*, acho que me vou dedicar a trabalhar menos. É óbvio que um casal tem encargos, mas não tem menos que um solteiro, talvez tenham encargos diferentes, mas eu falo por mim, tenho algumas despesas fixas para pagar ao fim do mês. Por isso, permitam-me "Oh Sr. Santos, não me lixe!"
Mas, quando eu achava que ele já não me podia surpreender, eis senão quando o Sr. Santos saca da cartola um coelho inesperado. É verdade, os deficientes em Portugal vão começar a pagar impostos. Eu não sou muito boa pessoa, mas bolas, eles já têm tantos obstáculos a superar por terem deficiências, ainda vão pagar impostos? Não poderia estar mais chocada e contra esta decisão. Não me venham com histórias de que alguns deficientes são advogados e ganham rios de dinheiro, também gastam rios de dinheiro em tratamentos e na procura duma solução para o seu problema.
Sei que nos próximos dias ainda vamos ter pano para mangas de discussão, mas entendam uma coisa, eu não gosto mesmo nada do Sr. Santos e nem vale a pena tentar alterar esta minha posição, mas eu ADORO o meu país, vou continuar a apertar o cinto, mas espero que eles também o façam, já chega de injustiça social!
*com o devido respeito pelos emigrantes que procuram uma vida melhor em Portugal.

14 comentários:

Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú disse...

Podes sempre contrair matrimónio com um belo romeno! Reza mas é que ele não seja oriúndo da Transilvânia! :) Qualquer coisa ata uns alhos na cama ou espeta-lhe com o crucifixo nas ventas!!!

Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Maríita disse...

Acho que antes de me casar, vou optar por trabalhar menos...

Anónimo disse...

O Visconde anda agressivo, mas implode-me a seguir os seus passos.

Assim, como te aconselhei à tarde, opta por um Brasileiro, que após ter o visto, apresenta-te a mulher que estava à espera no Brasil ( e desclaça a bota ), juntamente com o amante e a família deste, que sem dares conta estão a bater.te à porta. Claro, não antes te ter sacado o cartão de crédito com acesso às poupanças dos teus pais.

Anónimo disse...

Não se trata de pura demagogia xenófoba, é algo que já aconteceu de facto !

Maríita disse...

Meninos, meninos,
Não se preocupem com o meu matrimónio que concerteza encontrarei algum João Ratão para ai, mas gostava que comentassem a situação do país....

Beijocas

P.S. - O meu próximo post será sobre porque é que os meus amigos me tentam casar...

Jotabê disse...

«Os olhares cruzaram-se, e aquele sorriso actuou como um íman, o João aproximou-se, tímido meteu conversa, Maria alargou o sorriso e falaram durante horas, ele empolgado, “…queres vir jantar a minha casa?”, ela adorou o convite…”…às 8”.»

Ah ok o orçamento, a merda é a mesma, paga sempre o mesmo, a arte deles, está em disfarçar por onde é que o dinheiro entra para lhes pagar as mordomias.

:)

...jocas

TONY, Duque do Mucifal disse...

bem dos politicos já se pode esperar TUDO! Ainda hoje li que um eputado do PSD fez "quilometros" com uma viatura da Assembleia da Republica e agora quer que lhe paguem os ditos quilometros. Chega de saque! Ah e a electricidade está mais cara devido a nós...consumidores. Por favor, Governo da República Portuguesa eduquem-nos! Mas primeiro resolvam o problema com a classe docente e depois, sim,avançam para a EDUCAÇÃO GENERALIZADA do POVO PORTUGUES. Como devemos utilizar a electricidade, o nosso voto e assim creio que o nosso dinehiro dos impsotos irá servir para alguma coisa!

asdrubal tudo bem disse...

ao nivel do Sr. santos está o Sr.Pinho que num dia diz que a crise acabou e e que só falta saber quanto vamos crescer e logo no dia seguinte diz que estava a brincar era só para icentivar as pessoas e também temos o Sr.Guerra que vem dizer que a electricidade vai subir 16% por causa dos consumidores

Salta Pocinhas disse...

Esse post do porquê dos teus amigos quererem que te cases interessa-me de sobremaneira :) até porque não temos falado em condições ultimamente :(
Quanto ao sr.santos... bem ele vai parar ao Inferninho!
Mas por favor, não nos "vendam" aos espanhois...
(comment que engloba diversos posts)

vinte e dois disse...

Não contes que o nosso governo aperte o cinto. E mesmo que venham apregoar que poupam aqui e mais ali, é uma gota de água no oceano. No que interessava cortar, acredita que não cortam!

TONY, Duque do Mucifal disse...

Vai haver mais despedimentos na Função Publica. E coitados daqueles que têm de ser internados....

Lígia disse...

no outro di li algures, acho que numa tasca de um amigo blogger, que o PM gasta mais de cem mil euros só em telemóvel por ano... à primeira vista não parece muito... se contarmos que o moço tem de fazer telefonemas para os seus congeneres mas... na mesma notícia li que sua excelência poderia reduzir os seus gastos em 15% se mudasse de tarifário...

Apertar o cinto? não me parece! mas acho que é um mal necessário... já sabiamos que ia ser difícil

Pois disse...

Apoiado.